Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

5 ações de Employer Branding – porque aliar o marketing digital

employer branding grupo de colaboradores

As suas ações de employer branding devem ser potencializadas com o apoio das estratégias de marketing digital.

A marca corporativa e a marca empregadora estão cada vez mais interligadas, sendo que a reputação de uma empresa como entidade recrutadora é cada vez mais benéfica para a perceção que, tanto os colaboradores atuais como os potenciais colaboradores e consumidores, têm da mesma.

Sabe a percepção que os seus colaboradores têm da sua empresa? A sua empresa está no “top of mind” como empresa de referência para trabalhar na sua área? Sente que os seus colaboradores são advogados da sua marca e ajudam a promovê-la? Tem facilidade em chamar a atenção de novos talentos?

Nos dias que correm, os candidatos procuram pela reputação de uma empresa antes de tomarem a decisão de enviar uma candidatura espontânea ou de responder a uma vaga de emprego.

Se, comparativamente à concorrência, não está a apostar em estratégias de employer branding, ou não as comunica de forma eficiente, lembre-se que está a perder candidaturas de profissionais talentosos e pode ter dificuldades em reter talentos.

Ao melhorar a sua atratividade como recrutador irá atrair talentos verdadeiramente interessados em fazer parte da sua organização e irá tirar partido da voz dos seus colaboradores atuais como advogados da sua marca.

Mas o que é employer branding e employer brand?

São 2 conceitos que urgem ser trabalhados estrategicamente pelos departamentos de marketing e recursos humanos da sua empresa.

Employer Branding é o conjunto de ações levadas a cabo pela sua empresa, juntando técnicas de recursos humanos com técnicas de marketing, para construir o Employer Brand – a sua reputação como recrutador.

A sua reputação como recrutador explica-se na perceção que os seus colaboradores têm dos processos e condições de trabalho na sua empresa e a percepção das pessoas que um dia espera vir a contratar.

5 Ações de employer branding:

1. Faça auditorias e recolha feedback sobre a atual perceção da sua empresa

Só desta forma saberá a perceção atual, interna e externa, e os campos onde deve implementar ações de melhoria.

Avalie as menções da sua empresa nas redes sociais; o que dizem sobre si em websites de pesquisa de empregos e reviews, como o Indeed; veja a sua pontuação no Google e realize inquéritos internos aos seus colaboradores.

2. Invista na satisfação e comunicação interna dentro da sua organização

Se os seus talentos atuais não acreditam na sua marca, alguém de fora não irá acreditar!

Fale com os seus colaboradores regularmente, realize briefings e reuniões que os mantenham envolvidos com o que está a acontecer na empresa e com os objetivos a alcançar.

A comunicação interna é essencial para bons resultados na motivação e satisfação dos colaboradores, e para que estes se sintam parte da organização.

Invista em planos de progressão salarial e de carreira, em recrutamento interno, planos de formação e benefícios e na criação de melhores condições de trabalho.

3. Construa a “persona” que quer contratar

Defina a persona, ou as personas com o perfil ideal para trabalhar na sua organização.

Trace as suas skills, principais traços de personalidade, motivações, responsabilidades, necessidades e saiba em que canais estão presentes para conseguir chegar a elas.

Conhecer os touchpoints do seu perfil de candidato ideal é fundamental para saber em que canais deve investir mais.

4. Crie o seu EVP (Employee Value Preposition)

Criar um EVP, ou proposta de valor ao colaborador, consiste em criar a promessa da sua organização para os atuais e futuros candidatos.

O EVP deve responder à pergunta: “Qual é a diferença entre trabalhar na empresa x ou na y?”

Deve comunicar as vantagens da sua empresa e a sua diferenciação face à concorrência, focando-se nas motivações, interesses e objetivos do seu perfil de candidato.

Algumas propostas de valor podem ser:

  • Oferta de plano de carreira;
  • Benefícios para além dos convencionais, como ginásio gratuito ou descontos em clínicas;
  • Flexibilidade horária;
  • Flexibilidade na escolha do regime de trabalho;
  • Reconhecimento do trabalho;
  • Promoção de atividades sociais e de team building;
  • Oferta de um plano de formação apelativo;
  • Promoção de boas condições no local de trabalho.

5. Alie o marketing digital às suas ações

Os seus esforços de marketing devem contribuir também para melhorar a perceção de todos os stakholders sobre a sua posição como entidade recrutadora.

Deve comunicar não só os seus produtos e serviços mas também a sua proposta de valor e as ações que desenvolve.

Aqui fala-se de Recruitment Marketing, cuja comunicação tenta “vendê-lo” como recrutador, de forma a que a sua empresa seja uma referência para os seus talentos atuais e para novos talentos.

Desta forma influencia também os consumidores em geral, que se preocupam cada vez mais em encontrar marcas com boas práticas laborais.

O que pode fazer para potencializar a sua marca empregadora através do marketing digital:

  • Crie uma página de “carreiras” ou uma página “Junte-se a nós”, onde partilha a sua proposta de valor, benefícios que tem para oferecer aos colaboradores, e as vagas que tem disponíveis no momento. Caso ainda não tenha um website saiba as razões pelas quais deve criar um!
  • Crie e promova descrições de vagas detalhadas e atrativas, e partilhe nas redes sociais.
  • Utilize as redes sociais para partilhar a cultura organizacional da sua empresa, humanize a sua comunicação e aumente a sua transparência mostrando o dia a dia na sua empresa, fotografias dos seus colaboradores e partilhe conteúdo feito pelos mesmos como “porque é que concorri a esta vaga” ou “o que mais gosto na empresa”.
  • Crie uma área de blog ou notícias no seu website e partilhe algumas ações que desenvolveu internamente, como uma ação de team building.

Benefícios de um employer brand forte:

  • Melhoria na reputação da empresa
  • Maior atração e retenção de talentos
  • Redução dos custos com o recrutamento, uma vez que com um employer brand forte, prevê-se o aumento de candidaturas
  • Maior envolvimento dos seus atuais colaboradores nos projetos da sua empresa
  • Maior exposição da marca de forma positiva e consequente melhoria da perceção da marca na mente dos consumidores.

Conclusão

A “marca empregadora” é construída unindo os esforços dos recursos humanos com os esforços do marketing, sendo que deve aproveitar as ferramentas de marketing digital para criar estratégias.

Lembre-se que atualmente já não basta comunicar apenas os seus produtos ou serviços, é necessário que comunique a sua identidade como marca recrutadora, o ambiente de trabalho na sua empresa, a transparência do dia a dia da sua equipa e as iniciativas que leva a cabo internamente.


PUB
Total
1
Shares
Artigos relacionados