Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Redes sociais: o que precisa de saber para começar a sua estratégia

Saiba como utilizar as redes sociais para chegar aos seus potenciais clientes online

Tanto para novos negócios como para empresas estabelecidas no mercado, construir uma presença nas redes sociais que reflita os valores da marca é um desafio. Muitos empreendedores e executivos sentem-se atraídos por estas redes pela ideia de criar conteúdo viral e atrair todos os olhos para os seus serviços ou produtos. Mas as redes sociais são muito mais do que isto.

As redes sociais na sua estratégia de marketing

Dentro de uma estratégia de marketing digital, as redes sociais têm essencialmente duas funções: uma delas é posicionar a sua empresa no mercado, comunicando com o seu público online os valores da sua empresa e a outra é atrair tráfego para o seu website, que é a peça central na sua estratégia de marketing digital.

Mas para isto funcionar, há que dar os primeiros passos no mundo das redes sociais. Há que descobrir onde está o seu público, sabendo assim onde tem que estar presente para o tentar alcançar. E não precisa de alcançar milhares de pessoas. Apenas precisa de chegar a pessoas reais que queiram interagir e comprar os seus produtos ou serviços.

Como começar? Vamos passo a passo ajudá-lo a começar nas redes sociais.

1) Criar as suas contas nas redes sociais

As mais populares são sempre as mais atrativas e a abertura de uma conta nestas redes é, por norma, gratuita.
Neste sentido, o Facebook ainda é a mais popular de todas as redes sociais. Com 2.8 biliões de utilizadores, segura (até agora) a taça da rede social mais adequada para chegar ao maior número de pessoas possível.
Depois, vêm todos os nomes que já ouvimos: em 2º lugar o YouTube, com 2.2 biliões, seguido do WhatsApp e Instagram.
Todas estas são diferentes formas de chegar ao seu público-alvo. E todas elas são diferentes nos conteúdos que requerem que a sua empresa crie.
Como dissemos, criar uma conta é relativamente fácil e sem custos associados. Mas antes de criar uma conta, deverá prestar atenção ao passo seguinte.

2) Identificar o seu público-alvo

Para poder escolher as redes sociais onde estará presente vai ter que, primeiro de tudo, saber bem quem é o seu público-alvo e onde ele se encontra online.
Pessoas mais jovens tendem a encontrar-se no Instagram. Audiências que preferem vídeo estarão no YouTube. O Facebook tem, cada vez mais, um público mais velho. Depois temos redes sociais por especialidade. Para além da sua presença nas maiores, poderá ser interessante explorar uma presença em redes sociais da sua área de negócios.
Quando identificar o seu público, saberá onde ele estará, e poderá começar a abordá-lo.

3) Onde está a audiência da sua concorrência?

Procure pela sua concorrência e negócios da sua área e veja o que eles estão a fazer, e com quem se estão a conectar. Ao ver onde está a sua concorrência, poderá chegar rapidamente a um público de possíveis seguidores que poderão também querer segui-lo a si – pois já sabe que estão interessados no tópico.

4) A criação de conteúdos

No que toca a redes sociais não basta estar presente. Não basta criar uma conta e depois esperar que o venham seguir. As redes sociais são movidas por conteúdo. Por regra, quanto melhor o conteúdo, maior a audiência. Ou digamos, quanto mais adequado o conteúdo à audiência, mais hipótese terá de esta seguir a sua empresa nas redes sociais.
O conteúdo deve ser interessante para os seus potenciais clientes. Esqueça estar sempre a tentar vender os seus produtos ou serviços. As redes sociais são locais de ligação real e interações genuínas. Divirta-se, conecte-se com a sua audiência e aproveite para mostrar a todos a personalidade do seu negócio. Só depois apresente os seus produtos e serviços, e com mínima frequência. Recomendamos o rácio 70:30 – 70% conteúdos interativos e de ligação e 30% conteúdos comerciais.

5) Planear é a solução

Como pode imaginar, é preciso um plano para abordar as redes sociais.
Irá ter que planear que conteúdo mensal quer criar, criá-lo, agendá-lo num calendário e depois medir o impacto que este conteúdo teve.
Pergunte-se a si mesmo: quantas vezes quero postar? Quais os melhores dias e horas (se existirem)? Que conteúdos poderão ser atrativos para o meu público-alvo? Que conteúdos espelham a personalidade do meu negócio? Irei apostar em vídeo? Ou talvez apenas fotografia para começar? Tenho capacidade para o produzir? Ou tenho que contratar uma agência digital para me ajudar com redes sociais?
Lembre-se sempre de criar objetivos SMART (específicos, mensuráveis, atingíveis, relevantes e com prazos para cumprir).
Todas estas questões fazem parte do planeamento das redes sociais. Planear é fundamental para o sucesso.

6) Medir tudo

Ok. Já tem consigo o plano perfeito e está a começar a implementá-lo. Passaram dois ou três meses desde que começou. Surge então a questão: como sei que estou a ir no caminho certo? É aqui que a analítica entra em jogo.

Para saber se a sua estratégia está a resultar, terá que medir o impacto da mesma e o sucesso que esta teve em relação aos objetivos que definiu. Poderá usar a analítica interna das plataformas. Redes sociais com o Facebook possuem uma secção de analítica, tanto geral como associada a cada partilha, de forma que lhe seja possível medir o impacto do conteúdo: quem viu, quando viu, dados demográficos e outros.

Mas também existem plataformas externas onde poderá unificar os dados das diferentes redes e analisá-los aí. O importante é medir o seu impacto, para que possa continuamente ajustar a sua estratégia às diferentes vontades do público-alvo online, às atualizações das próprias redes e às naturais evoluções e mudanças nos mercados.

Em conclusão

Se ainda não está presente em nenhuma rede social está a perder oportunidades de negócio e de crescimento de marca. Se já está presente, mas não aborda as redes sociais com um plano estratégico então, embora seja bom estar presente, não está a tirar o maior partido possível. Ter uma rede social desatualizada pode ser ainda pior do que não ter nenhuma. Está a comunicar a quem procura por negócios como o seu online que o seu negócio está parado ou pior, não é credível.

Use as redes sociais para partilhar conteúdos com frequência, dar a sua opinião, mostrar os seus serviços de forma criativa e recolher recomendações de clientes e gostos/comentários de pessoas que o seguem. Assim, a sua empresa irá mostrar o quão viva e saudável está às pessoas que, como sabe, procuram a sua empresa antes de fazer negócio consigo.

Do que está à espera? Comece hoje. Agora!


PUB
Total
0
Shares
Artigos relacionados