Newsletter
Subscreva a nossa newsletter

Porque devo criar um website?

Porque é 2021. Obrigado por ler este artigo. Estamos a brincar!

Se coloca esta questão de forma genuína, e se acha que a sua empresa não encontrará valor num website online – estamos aqui para lhe mostrar porque deve criar um website. Hoje!

A minha empresa não precisa de estar na internet

Temos novidades para si – a sua empresa já está na internet.

Lembra-se daquele cliente que, infelizmente, não ficou muito satisfeito? Ele foi escrever uma reclamação pública na página de Facebook dele, ou num website de reclamações.

Ou aqueles dados que forneceu no momento de registo de empresa? Eles estão lá na Internet, prontos para serem consultados.

A questão é esta – a sua empresa já está na Internet, por todo o lado da Internet. Agora levanta-se a questão – não preferia controlar a forma como a sua empresa é percecionada na Internet? Não preferia que fosse você a decidir que informação mostrar? Não preferia que o cliente queixoso tivesse falado diretamente consigo, e você pudesse escrever publicamente uma resposta, para mostrar que é uma empresa que se preocupa com a satisfação do cliente?

Pois bem – está na altura de criar um website.

O website será, com o trabalho certo, o seu centro de gestão da sua presença na Internet. Será aquele sítio na web que terá a informação correta sobre o seu negócio.

Não tenho nada a ganhar com um website

Ouvimos várias vezes: os meus produtos não se vendem pela Internet. Ou: a minha empresa não precisa de estar online para angariar clientes.

Um website não serve apenas para estes dois propósitos.

Mesmo que não consiga vender pela Internet os seus produtos (o que, hoje em dia, vamos ser sinceros, será que não consegue mesmo?) vai precisar de lidar com fornecedores e vai precisar de lidar com clientes. Estes fornecedores e clientes vão querer saber quem você é, mesmo no momento de angariação fora da Internet. E o melhor sítio para ter esta informação organizada na Internet, é o website da sua empresa. É no website que as pessoas podem encontrar informação relevante sobre a sua empresa. E isto mostra também o quão não verdade é o segundo argumento. Os seus potenciais clientes vão, de certeza absoluta, pesquisá-lo na Internet. Vão procurar por uma morada, por um número de telefone, por um email. Vão querer ver informação real e concreta, para poderem confiar em si.

A “empresa fundador”

Ok, vamos por partes. Muitas empresas portuguesas vivem (e morrem) com o seu fundador. Ele é aquele que angaria negócio, que muitas vezes faz o serviço (ou trata da subcontratação) e é a este tipo de empresa – que considera que o logótipo não importa, pois o rosto da empresa é o fundador – que costuma apresentar os argumentos em cima.
Se de facto nem o logótipo da sua empresa é importante para si, então vai ser muito difícil ver o valor de um website para a sua marca.

Mas (há sempre um mas) se o seu negócio começar a crescer, vai ser muito difícil uma pessoa só acompanhar tudo. Aí, surge a necessidade de pensar com cuidado na sua marca (que poderia ser pensada desde o início). A sua marca terá que se transformar no reflexo da sua estratégia, posicionando-o como pretende no mercado. Neste momento, o website torna-se uma peça de marketing digital fundamental para concretizar esta visão.

Sabemos que com o seu esforço e dedicação, o seu negócio chegará a este ponto, sem problema – por isso – hoje é o melhor dia para começar a preparar a presença digital da sua empresa.


PUB
Total
0
Shares
Artigos relacionados